St Petersburg dicas de viagem 1

St Petersburg dicas de viagem 2

St Petersburg dicas de viagem 3

Diferente de Moscou, onde o ritmo da cidade é intenso. São Petersburgo, mais ao norte da Rússia, anda no compasso dos turistas. É uma cidade para se ‘turistar’. Não à toa muita gente indicou que passasse mais tempo na cidade. São Petersburgo é feita para ser descoberta a pé. Cortada por pontes sobre o seu rio gelado, Petersburgo é conhecida como a Veneza do Norte. Cheia de museus incríveis, teatros, companhias de balé, a cidade respira cultura. Graças aos seus fundadores que construíram a cidade para que tivesse um ar super europeu.

Além da herança cultural e ser pano de fundo para clássicos da literatura universal, São Petersburgo consegue ser ainda mais gelada que Moscou. Justamente por sua geografia, cai muita neve em São Petersburgo e foi lá que peguei a temperatura mais fria da vigem, -17ºC. Sobrevivi!

São Petersburgo também é perfeita para as compras. Aliás, a cotação do Rublo Russo favorece e muito a nós brasileiros. Pelas crises diplomáticas que o país vem passando, a sua moeda local vem se desvalorizando. O que nos dá mais poder de compra por lá. E falando em Política, engraçadíssimo um tipo de souvenir vendidos por lá: camisetas e canecas com a foto do presidente Putin nas mais diferentes situações (foto 7). Piada até entre os locais… hehe

 
Fotos 1, 2, 3 – click em parque de São Petersburgo
Foto 4 – Senate Square
Foto 5 – Bandeira russa no top do Winter Palace, Museu Hermitage
Foto 6 – Jovens militares russos
Foto 7 – Putin for sale
Foto 8 – Torta de frutas secas russa
Foto 9 – Domos Church on Spilled Blood
Foto 10 – Jesus Cristo em detalhe externo Church on Spilled Blood
Foto 11 – Candelabro Church on Spilled Blood
Foto 12 – Anjo Cathedral of Our Lady Kazan

St Petersburg dicas de viagem 4

St Petersburg dicas de viagem 5

St Petersburg dicas de viagem 6

St Petersburg dicas de viagem 7

St Petersburg dicas de viagem 8

St Petersburg dicas de viagem 9

St Petersburg dicas de viagem 10

St Petersburg dicas de viagem 11

St Petersburg dicas de viagem 12

Camel Coat: yesstyle.com
Benie: Fabretti (Rússia)
Botas: Topshop
Bolsa: Louis Vuitton
Saia tutu: Asos
Top: vintage

Dicas de Viagem Russia Moscou 1

Dicas de Viagem Russia Moscou 2

Dicas de Viagem Russia Moscou 3

Dicas de Viagem Russia Moscou 4

Dicas de Viagem Russia Moscou 5

Dicas de Viagem Russia Moscou 10

Dicas de Viagem Russia Moscou 6

Dicas de Viagem Russia Moscou 7

Dicas de Viagem Russia Moscou 8

Dicas de Viagem Russia Moscou 9

Dicas de Viagem Russia Moscou 11

Dicas de Viagem Russia Moscou 12

Já imaginou ir a um lugar onde você não encontre nenhum brasileiro? Essa foi a primeira vez que fiz uma viagem e não fiz amizades com ninguém do nosso país. Até encontrar pessoas que falem Inglês na Rússia não é assim tão fácil. Comunicação muitas vezes só mesmo mostrando o tradutor do celular. Mas ainda bem que temos a tecnologia! Todavia, isso não foi empecilho para explorar tudo o que queria na fantástica Rússia. Que lindo país! Cada igreja, cada prédio histórico, é mesmo de encher os olhos.

Isso sem falar nas mulheres russas. Não esperava encontrar tantas mulheres lindas. Com seus cabelos tingidos de preto e olhos impossivelmente azuis, as mulheres russas andam literalmente desfilando pelas ruas de Moscou. Elas amam moda! Todas com seus casacos de pele, elegantíssimas. Aliás, casacos de pele na Rússia é algo tão natural quanto usar um sapato de couro. O que é completamente compreensível. Não há maneira mais eficaz de enfrentar o frio que chega a temperaturas negativas altíssimas. Passei um bocado de frio por lá, até aprender a como realmente me proteger em temperaturas negativas. Depois dessa viagem, não tenho mais o menor medo de pegar qualquer temperatura gelada.

A dança é outro capítulo à parte na Rússia. Ir a um espetáculo no Bolshoi é o mesmo que ir a um evento de gala. Vestidos longos e sapatos altos para ver as estrelas do balé clássico mundial. Tive a satisfação de ver o balé Spartacus com Maria Alexandrova e Denis Rodkin. Uma noite que guardarei para sempre na minha memória.

 

Foto 1 – Detalhe da St. Basils Cathedral na Praça Vermelha
Foto 2 – Vista panorâmica de dentro da St. Basils Cathedral
Foto 3 – Quadro de Ivan, o Terrível. Tsar na Rússia que mandou construir a St. Basils Cathedral
Foto 4 – Vista do mais luxuoso shopping de Moscou, o Gum. Lá lojas da Louis Vuitton, Dior, Gucci, entre muitas outras
Foto 5 – Casacos de Pele
Foto 6 – Caviar e blinis
Foto 7 – Escultura da bailarina Julia Sedova as Swan, no Bakhrushin Theatre Museum
Foto 8 – Bolshoi Theatre Moscow
Foto 9 – Bailarina street art
Foto 10 – Matrioskas bailarinas
Foto 11 – Bonecas Russas
Foto 12 – Click ao lado Kremlin, Alexander Gardens

Russia, here I go

Enquanto escrevo esse post, estou aqui fazendo as malas para embarcar pra Rússia! Animada para conhecer um país com tão rica cultura e tradição no Ballet Clássico. Claro que podem esperar muita coisa relacionada ao tema por aqui. Quem conhece o país, agradeço por dicas e lugares para conhecer entre Moscou e São Petersburgo. Prometo muitas fotos e novidades de lá, quem quiser acompanhar a viagem em tempo real confira também pelo Instagram e na nossa página no Facebook. Um até logo em Russo pra vocês, uvidimsya!

Look grunge de verão camisa xadrez na cintura 1

Look grunge de verão camisa xadrez na cintura 2

Look grunge de verão camisa xadrez na cintura 3

Ok, I’m old! Mas feliz por revisitar uma tendência que usei muuuito anos atrás. A camisa xadrez super grunge amarrada na cintura. A diferença que antigamente usava junto a calças folgadas e camisetas de rock. Hoje, como estou mais clean, a camisa vem com look de verão com shorts curtos. Aliás, a camiseta na cintura é ótima para disfarçar se o short for realmente mini como esse que estou usando. Adoro!

 

Camisa xadrez: vintage
Camisa branca: sem marca
Hot pants jeans: Zara
Acessórios: vintage
Botinhas: Chuck Taylor Converse All Star

 
Fotos by Tnol

What a knockout. Fui ver no cinema uma das estréias da temporada, Whiplash, do diretor Damien Chazelle, e saí de lá atônita. Que super filme, que bela história. Não é segredo que adoro música, mas gostando de música ou não, Whiplash: Em Busca da Perfeição te transporta para um universo feroz de alguém que quer ser grande, que quer ser melhor naquilo que faz. E assistindo ao filme, lembrei das histórias de treinamento de balé clássico na Rússia, onde as maîtres de dança têm fama de bater na cara das alunas numa forma de extrair o melhor de suas bailarinas. Uma maneira controversa de motivar qualquer pessoa, eu sei.

Mas Whiplash é pura beleza, é amor pela arte, é amor pela música. O filme conta a história de Andrew Neiman (Miles Teller), estudante de bateria num dos mais prestigiados conservatórios de música dos Estados Unidos, e o seu relacionamento com Terence Fletcher (J. K. Simmons). Fletcher é condutor da prestigiada banda de Jazz do conservatório. E estar na banda, é estar entre os melhores e, consequentemente, ter uma carreira brilhante pela frente. Os alunos chegam a suportar quase tudo para estar ali entre os melhores.

Durante o filme, para os desavisados como eu, é de impressionar a desenvoltura do ator Miles Teller, que interpreta Neiman, tocando bateria. Todavia, pesquisando aqui, encontrei que Teller é baterista desde os 15 anos. Bravo! Não deixem de ver essa estréia, um dos cotados para o Oscar desse ano, definitivamente.