Esse fim de semana fui ao cinema ver a Blade Runner 2049, mas há um mês atrás assisti ao primeiro Blade Runner, de 1982, e fiquei maravilhada. Claro que já tinha assistido provavelmente em alguma sessão da tarde o filme de 82, mas lembrava de pouca coisa. E nossa, Blade Runner de 1982 é mesmo uma verdadeira obra prima. Desde à música, aos personagens, passando pela história, cenografia, um filme grandioso e fundamental até. Impossível esquecer aquela trilha sonora grandiosa de Vangelis. Que tanto escutei quando era criança, minha mãe sempre foi uma grande fã de rock progressivo. Thanks mom! Anyway, então imagina a minha expectativa para ver Blade Runner 2049. Gostei de Blade Runner 2049 e até quero ver mais uma vez, achei demais rever de forma atualizada a atmosfera de Blade Runner e até reencontrar Harisson Ford, personagem principal do primeiro filme. Mas achei frágeis alguns pontos da narrativa e senti falta dos grandes diálogos de cunho filosófico que o Blade Runner de 82 tem e que o torna genial. Sem falar na música, queria mais Vangelis em Blade Runner 2049. A música de Vangelis só aparece no final do filme, uma única vez. De toda forma, é um filme belíssimo e vale demais a ida ao cinema. Veja o trailer acima e sinta um pouco de Blade Runner 2049. Bom filme!

Deixe seu comentário!
















Trackbacks